Heresia nos tempos modernos

A perseguição da igreja católica a grupos considerados perigosos marcou o período da Idade Média. Pessoas eram perseguidas por supostas heresias e bruxarias, até cientistas eram perseguidos por discordarem da teoria proposta pela Igreja. Galileu galileu foi detido e obrigado a renunciar das suas ideias de que o sol era o centro do universo e que a terra girava em volta dele. Mais tarde porém, o astrônomo polones, Nicolau Copérnico confirmou que Galileu realmente estava certo. Em 1416 o teólogo tcheco Jerônimo foi condenado a morte pela fogueira por heresia, destino esse quinze anos depois da heroína francesa Joana D’arc, ela foi queimada na fogueira em 1431 por supostamente ser acusada de bruxaria.

Em tempos modernos voltamos a desgastosa heresia antidemocrática da perseguição de opinião pública feita dessa vez pelo Supremo Tribunal Federal. O órgão de justiça está fazendo rígida atuação contra grupos variados de pessoas que estão apenas expressando sua indignação contra desmandos do poder judiciário. Outro fato bastante perturbador é a falta de profissionalismo do poder judiciário e a distorção de liberdade de expressão com liberdade de agressão. O ministro Alexandre de Moraes prendeu Sara Winter, jurandir e bronze por fazerem críticas ao poder judiciário, mas não puniu aquela advogada que desferiu palavras de ofensas, falando em estupro das filhas dos ministros do STF.

Qual o objetivo da quebra de sigilo de 11 deputados bolsonaristas além de um senador da República? Hoje se vê com perplexidade essa intromissão ilegítima do STF que autointitulou-se um poder moderador quebrando assim com a legítima ordem dos poderes. So há de fato um poder moderador que é o do imperador, sim no período Brasil império, ele que é o responsável pela diplomacia e interação entre os outros poderes, fora isso, o resto é ilegítimo, o poder judiciário tem o dever de julgar atos de corrupção e também proteger a constituição.

Então entendendo melhor o papel de cada um dos poderes, temos que sim, cobrar e exigir respeito a instituição e clamar que aja liberdade de expressão e garantia de que o STF não interfira tanto no trabalho do presidente da República e que não obtenha as funções que são do poder legislativo e um último pedido se faz, respeitem o art 1 que fala claramente : todo poder emana do povo, isso foi garantido com voto democrático.

No domingo dia 21/6, o presidente compareceu no enterro do jovem soldado Pedro Lucas Ferreira Chavez de 19 anos, da brigada de infantaria paraquedista que morreu no sábado após queda durante exercício militar quando o para-quedas não abriu. Nos últimos dois domingos, Bolsonaro não mais compareceu nas manifestações em torno de Brasília e adotou o silêncio proferindo palavras de amor à pátria e devoção à missão  “Nós militares, se preciso for, damos a vida pela nossa pátria e pela nossa liberdade”.

Há muito tempo se debate os limites da liberdade de expressão e chegamos ao ponto de que não podemos falar ou questionar o STF pois se não estaremos em “maus lençóis”. Os movimentos conservadores, Nas ruas e Avança Brasil foram marcados pelo ministro Alexandre de Moraes e estão sob ameaça de agressão jurídica. O céu é o limite, mas aqui na terra o STF é o limite, isso não pode acontecer, o Brasil está com as reformas paradas e se analisarmos melhor, precisamos de uma solução definitiva para por fim nessa confusão toda. O Brasil precisa revisar os caminhos tomados e dar uma olhada para o passado e perceber que a República é um sistema falido, somente a monarquia disponibilizou a liberdade de expressão e a dignidade de sermos um povo livre para se expressar sem sofrer ameaças. Por isso formulo a tese que recebe o título desse texto, o STF repete a perseguição herética que havia na idade média, o Supremo Tribunal Federal está agindo como a Igreja católica que não aceita ser julgada e questionada por ninguém.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s